Atendimento

0

Fabricação própria

de equipamentos

Envios

para todo o Brasil

Segurança

loja oficial

Pague com cartão

em até 12x sem juros

Pague com PIX

e ganhe 5% de desconto

08/12/2023

Amber Lagers

Adentrando no fascinante mundo das cervejas lager Amber, é como viajar através da história e da geografia cervejeira. Esses estilos de cerveja, notavelmente conhecidos como Vienna, Märzen e Oktoberfest, são batizados com nomes que refletem uma cidade, um mês e um festival, respectivamente. Essa nomenclatura não é apenas um capricho, mas sim um reflexo da rica história que cada um desses estilos carrega.

As cervejas lager Amber partilham de uma história que, em sua plenitude, representa um estudo abrangente da moderna fabricação de lagers. Remontando às origens, descobrimos que, durante séculos, os cervejeiros aprenderam que as cervejas podiam ser produzidas na primavera, armazenadas em cavernas alpinas durante o verão e consumidas no outono, quando o clima esfriava. Esse ciclo sazonal não apenas marcou a prática cervejeira, mas também influenciou a criação do estilo Märzen, ou cervejas de março, nomeadas pelo mês em que eram tradicionalmente fabricadas.

No alvorecer do século XIX, uma amizade notável floresceu entre dois renomados membros da indústria cervejeira: Anton Dreher, de Viena, e Gabriel Sedlmayr II, da cervejaria Spaten, em Munique. Juntos, eles absorveram e aplicaram inovações da época às suas práticas de fabricação de cerveja. Dreher, com um interesse particular no desenvolvimento de um malte pálido próprio, criou o malte de Viena, dando origem ao que viria a ser conhecido como o estilo Vienna de cerveja – uma lager Amber límpida e brilhante, lançada em 1841.

Paralelamente, os Sedlmayrs estavam aperfeiçoando o estilo Munich dunkel em sua cervejaria. Em 1871, Josef Sedlmayr criou uma cerveja Amber pioneira, a Ur-Märzen, uma releitura do método tradicional de fabricação de cervejas em março para consumo no outono. Essa cerveja ganhou tanta fama que se tornou parte regular das celebrações do Oktoberfest em Munique, após salvar o festival em 1872, quando o estoque regular de cerveja acabou. Esse sucesso levou outras cervejarias de Munique a adotar a prática, com muitas Märzens ganhando o título adicional de “Oktoberfest”.

Atualmente, as lagers Amber são categorizadas em três nomes, mas essencialmente representam dois estilos distintos, com Märzen e Oktoberfest sendo frequentemente intercambiáveis. As cervejas Märzen/Oktoberfest destacam-se por seu caráter rico e robusto, com um equilíbrio tendendo para o malte. Já as cervejas estilo Vienna são geralmente um pouco mais leves, secas e com um caráter lupulado mais perceptível, conferindo um equilíbrio agradável com um toque levemente picante.

Nos Estados Unidos, diversas cervejarias produzem excelentes versões de Märzen/Oktoberfest, algumas com um perfil mais picante e lupulado, reminiscente das Viennas. Estes estilos são comumente encontrados no Meio-Oeste, refletindo a herança alemã da região.

A influência austríaca e alemã também é visível em muitas cervejas mexicanas, como a Negra Modelo e a Dos Equis, que se harmonizam perfeitamente com pratos picantes.

Independente de como cada um encara a transição para os meses mais frios, as cervejas de outono, com suas cores que lembram a estação e seu confortante sabor maltado, são um convite para apreciar e celebrar a chegada da nova estação.