Atendimento

0

Fabricação própria

de equipamentos

Envios

para todo o Brasil

Segurança

loja oficial

Pague com cartão

em até 12x sem juros

Pague com PIX

e ganhe 5% de desconto

08/12/2023

Cervejas ácidas - A Sour

O que é Cerveja Sour?

 

A cerveja Sour, uma variedade fascinante no vasto universo cervejeiro, se destaca por sua peculiaridade gustativa – um sabor ácido, que foge do convencional encontrado em outras cervejas, essa bebida é uma verdadeira celebração da complexidade, acidez, e frescor. A diversidade desse estilo é notável, abrangendo tanto ales quanto lagers, e sua riqueza de sabores é inegável.

Globalmente, a produção de cerveja Sour é vasta, com a Bélgica frequentemente citada como um dos principais produtores. Interessantemente, essa categoria de cerveja abarca uma ampla gama de cores e estilos. Se você é um apreciador de bebidas refrescantes para o verão, a cerveja Sour é uma opção que merece ser explorada.

Quando olhamos para os aspectos técnicos, a cerveja Sour apresenta um teor alcoólico variando entre 2.8% e 11%. Em termos de amargor, mede-se entre 3 e 30 IBU (International Bitterness Units), enquanto sua cor oscila entre 2 e 30 SRM (Standard Reference Method). Estes parâmetros evidenciam a amplitude de características que esta cerveja pode apresentar.

Diferenciando a cerveja Sour da Saison, outro estilo belga, percebe-se que ambas podem ser extremamente refrescantes e altamente carbonatadas. A Saison geralmente apresenta uma leve acidez, mas não chega ao nível de acidez da cerveja Sour.

A fabricação de cervejas Sour envolve uma variedade de métodos, mas todos compartilham um elemento comum: a introdução de organismos produtores de ácido durante a fermentação. Enquanto a levedura Saccharomyces é padrão na produção de cervejas, para obter o sabor ácdo característico da cerveja Sour, leveduras selvagens como Brettanomyces e bactérias como Lactobacillus e Pediococcus são frequentemente utilizadas. Essas adições criam complexidades no sabor, adicionando notas de ácido láctico (como no iogurte) ou até mesmo ácido acético. Não raro, frutas são adicionadas durante a segunda fermentação para intensificar o sabor.

A produção de cervejas Sour pode seguir diferentes métodos, como a fermentação mista, que combina Saccharomyces e Brett com bactérias, ou a fermentação selvagem, que pode ser mais prolongada que o normal e até mesmo a fermentação espontânea, que depende de organismos naturais presentes no ambiente ou nos ingredientes da cerveja. Devido à sua natureza indomável, a fabricação de cerveja Sour com leveduras e bactérias selvagens é complexa e arriscada, pois pode contaminar outras produções mais controladas nas cervejarias.

Ao explorar os estilos de cerveja Sour, encontramos a Berliner Weisse, uma cerveja de trigo alemã, tradicionalmente uma ale, mas agora comumente uma lager, famosa por seu baixo teor alcoólico e sabor ácido refrescante. A Flanders, ou ale flamenga, é outra variedade notável de origem belga, caracterizada por sua cor vermelha e sabor frutado e ácido. Outro exemplo é a Gose, uma cerveja alemã ale e turva, conhecida por suas notas salgadas e herbáceas. Além disso, temos a Lambic, uma ale belga muitas vezes fermentada espontaneamente com uma grande variedade de frutas, e a Oud Bruin, também da Bélgica, com sua cor cobre ou marrom e sabor agridoce.

Ao servir cervejas Sour, é ideal fazê-lo entre 4 e 6º C. Um copo tulipa com haste é frequentemente preferido para realçar a experiência aromática. Quanto aos acompanhamentos, a cerveja Sour é incrivelmente versátil, harmonizando bem com uma gama de pratos, desde churrascos de verão e pratos de peixe temperados até comidas condimentadas e pratos reconfortantes de inverno. 

Essa rica gama de sabores, métodos de produção e combinações gastronômicas faz da cerveja Sour uma experiência singular no mundo das cervejas, convidando os apreciadores a explorar uma dimensão completamente nova de sabores e sensações.